A publicação A Christmas Carol Essay

A publicação A Xmas Carol foi publicada em 1843. Todas as pautas foram publicadas semanalmente em uma revista. Charles Dickens (o autor) escreveu muitos livros famosos e tradicionais. Eles eram muito longos e incrivelmente complicados. Ele tinha apenas cinquenta e oito anos quando morreu. Você deve saber que tudo isso é importante, porque essas pessoas foram escritas na indústria, onde havia um grande desejo de romances. Isto é devido a que foi trabalhada nos tempos vitorianos. Além disso, isso o tornou popular, pois fez as pessoas se interessarem e fazerem as pessoas comprarem a cada semana, o que tornou um ponto social sério e as pessoas vão falar sobre isso.

Isso fez as pessoas desenvolverem mais interesse e interesse. Isso meio que deu a Charles Dickens égua como uma reputação fazendo com que mais pessoas lessem seus livros. Christmas Carol foi ambientado em Londres, Reino Unido, o que faz com que seja bem quisto, pois é a principal cidade e é fácil de se relacionar. Também foi definido no inverno, que é uma estação que todo mundo gosta por causa do feriado. Agora o festival pode ser comemorado consideravelmente. Então não é tão comemorado e Dickens se tornou famoso por recomeçar os olhos e adicionar a diversão de volta. Os verdadeiros pontos-chave do romance vão desde os fantasmas do passado, presente e futuro do Natal. Isso o torna popular como resultado do aspecto de interesse.

Ele exibe a ideia de viajar no período e a nova noção de futuro. Isso influenciou as idéias como ficção científica. Um outro ponto-chave é uma pessoa malvada que muda para o bem. Isso ajudará a torná-lo popular, pois desfruta de uma história de significado. Da mesma forma, isso significa que ele tem um final feliz, que continua sendo apreciado. Marley também é importante, pois ele é um fantasma extremamente real e não apenas uma forma vaga. Você pode ver os botões dele. Ele também tem um curativo ao redor da mandíbula, que é persuasivo e fascinante. O pequeno Tim também contribui para a popularidade quando é salvo, o que faz parte do final feliz. Além disso, ele ajuda na popularidade, porque é muito jovem e sentimos muito por ele.

Imediatamente, o romance de Dickens nos atrai. Uma delas é que ele usa pautas em vez de capítulos. As pautas são usadas em canções de natal. Isso é inteligente, já que, quando contamos isso, isso nos faz sentir bem consigo mesmo. O próprio Dickens cria com um bom conto uma mansão. Ele trabalha no narrador e escreve em grandes detalhes sobre questões. Isso nos permite visualizar e nos relacionar mais com o enredo da história. Esse indivíduo também faz Scrooge no começo parecer um homem mau no começo, interessante e agradável de ler. Também nos faz antecipar como ele pode lidar. Charles Dickens identifica muito bem a personalidade de scrooges.

A maneira como ele o descreve oferece uma impressão distinta de como ele é. O frio dentro dele congelou seus traços antigos, beliscou a área pontiaguda do nariz e encolheu a bochecha. Eu acho que Charles Dickens faz isso para enfatizar o quão cruel e desagradável é o personagem patife. Charles Dickens cria o personagem patife de uma maneira que faz com que todos nós tenhamos sentimentos mesclados destinados a ele. Todos nós não gostamos dele porque ele é mau e desagradável. Também sentimos pena e simpatizamos por ele, pois reconhecemos que a pessoa desagradável e má deve ter emoções. Até o cachorrinho cego do homem parecia conhecê-lo e, quando o notavam se aproximando, puxava seus donos para as portas ou para os tribunais.

Você precisa escrever um ótimo ensaio temático?

Nossos escritores seguem rigorosamente as instruções enviadas. Eles garantem que todos os pedidos atendam aos requisitos fornecidos e superem as expectativas do cliente.

Verifique o preço