Símbolos utilizados em The American Beauty e os efeitos Essay

A rosa é usada há muito tempo como um arquétipo em livros e vídeos. Esta flor é a exibição externa de completa beleza para artistas de vários gêneros e culturas, mas também simboliza o amor e o romance oferecidos nos meios mais primitivos da natureza humana. No filme American Beauty, o símbolo da rosa geralmente é costurado ao longo do vídeo e é usado não apenas para expressar as áreas da beleza, mas também para descobrir cada personagem excepcional e o papel da sociedade.

A rosa será vista no início do filme com o acompanhamento da narração de Lesters sobre sua existência e as relações com os membros da família. Joe Ball utiliza as tulipas na foto inicial como uma marca de poder e sucesso que ela tenta buscar em sua carreira e família. Nos deparamos com Carolyn cuidando das tulipas no jardim e com a falta de Lester enquanto ela está se misturando com os vizinhos, o público entende que ela é a figura principal da família. O simples fato de os vizinhos elogiarem a beleza das rosas indica que Carolyn é a figura icônica da família Burnham e que ela é reconhecida como uma pessoa significativa e bem-sucedida na sociedade. O sucesso de Carolyn em sua vida, retratado pela beleza das rosas, destaca ainda a falta de masculinidade de Plombers na sociedade e na família, desenvolvendo os dois personagens contrastantes aqui no início do filme.

Pelas visões iniciais, o público geralmente é confrontado com as rosas, já que um agente de Carolyns como sua influência se estende através das rosas. À medida que a história evolui, as rosas também estão conectadas com Lester, mas de uma maneira diferente da Carolyn. Desta vez, Alan Ball utiliza as rosas como símbolo da luxúria sexual que Lester tem em relação a Angela. Lester vê Angela pela primeira vez em um jogo de basquete universitário e instantaneamente se apaixona por ela. Ele fantasia que sua mulher faz um belo strip-tease na arena exclusivamente para ele. Em vez dos seios, muitos pedais de rosa voam vindo do peito de Angelas quando a dama abriu a camisa. Lester sentiu-se oprimido por todos eles e ficou chocado na realidade.

Além disso, a câmera é direcionada apenas para o estofamento, enquanto os espinhos estão conectados com Carolyn na foto de abertura. Assim, as pétalas destacam a beleza e pureza de Angela, que atrai Lester. Os efeitos das tulipas em Lester são semelhantes nas próximas cenas de fantasia, enfatizando sua atração proibida por Angela, o relacionamento que Lester não pode ter devido a objetivos sociais, mais a ocorrência de Carolyn e Anne.

No final do filme, as rosas são usadas junto com símbolos diferentes para manifestar a pessoa American Desire e o esplendor da vida. Para obter Lester, a beleza natural americana vem da chegada de Angela. Isso pode se manifestar na última cena da fantasia, onde Lester puxa uma única pétala saindo de sua boca após o beijo, Angela. A verdade de que a pétala vem de seu corpo implica que esse indivíduo encontrou o sentido de sua vida, que geralmente finaliza o processo de renascimento. Esse indivíduo passou pelo mundo materialista e define a busca da alegria como seu novo objetivo. Desde então, a rosa está sempre presente quando ele está experimentando sua vida, incluindo a cena anterior, onde ele olha a foto da família antes de ser baleado. A coloração vermelha de seu sangue combina com a rosa avermelhada, demonstrando que ele alcançou sua perspectiva do esplendor americano, apesar de morto.

Tulipas também são usadas para manifestar o desejo americano Carolyn. Alan Ball se concentra mais na cor vermelha da rosa, visto que Carolyn pode ser orientada para o mundo materialista. Aqui, a rosa serve como um atributo físico que manifesta sua visão superficial do sonho americano. À frente, ela mata Lester, a garota vestida de vermelho combinando, com batom avermelhado e unhas vermelhas, olhando para a porta vermelha da casa. O uso excessivo da cor vermelha enfatiza seu foco na beleza externa. À sua vista, a subida serve apenas como projeto de sua casa, embora o vermelho seja conhecido como cobertura de sua beleza natural extrínseca. Sua dependência de bens materialistas é definitivamente elucidada através de seu colapso após Lesters morto quando a dama agarra as roupas dele no armário. A platéia tem a impressão de que, no passado, ela definiu Lester através das roupas sem escapar do papel de realista.

Através deste filme, a rosa tem uma presença diversificada. Não importa se o floral em si ou talvez a cor avermelhada, Alan Ball efetivamente incorporou esse motivo ao estabelecimento de personalidade e tema.Cada pessoa no conto tem suas diferentes versões de beleza, no entanto, a rosa será capaz de representar muitos aspectos diferentes do desejo e, assim, se tornar o elemento principal de todo o conto.

Você precisa escrever um ótimo ensaio temático?

Nossos escritores seguem rigorosamente as instruções enviadas. Eles garantem que todos os pedidos atendam aos requisitos fornecidos e superem as expectativas do cliente.

Verifique o preço