Ética e leis da mídia e regulamentos

Lei, Meios de Comunicação de Massa

string (38) 'parte obrigada a executá-lo \. "

Lei do Acordo Indiano de 1872 A lei associada aos contratos na Índia geralmente está contida na Ação empreendedora indiana de 1872. A lei foi aprovada pela Índia britânica e baseia-se nos princípios da legislação comum inglesa. É relevante para todos os estados da Índia, além do estado de Jammu e Caxemira.

Decide as circunstâncias pelas quais a promessa criada pelos convênios para um acordo deve ser legitimamente vinculativa sobre eles. Todos nós fazemos vários acordos todos os dias, consciente ou indubitavelmente. Cada contrato cria alguns direitos e deveres após as partes contratantes.

O contrato indiano lida com a aplicação desses privilégios e tarefas às partes na Índia. ,,,,,,,,,,,,,, - Definição A Seção 2 (h) da Lei especifica o termo contrato como "qualquer contrato obrigatório por lei". Há dois elementos essenciais sobre esse ato, organização e aplicabilidade. A Seção 2 (e) define arranjo como "toda promessa e todo conjunto de garantias, formando consideração um para o outro. Polegada Novamente a Seção 2 (b) define promessa com estas palavras:" quando a pessoa a quem a proposta é feita indica seu consentimento diz-se que a proposta é aceita.

O pitch, quando reconhecido, se torna uma promessa. "E também outras palavras, Say Say Agreement geralmente é a soma de todos os contratos, mas todos os contratos não são acordos. CONTRATO = ACORDO + APLICÁVEL POR SIMPLESMENTE DIREITO (LEI),,,,,,,,,,,, ,,,, - [editar] Elementos necessários de um contrato válido De acordo com a Seção 10, "Todos os acordos são contratos, se forem feitos pelo livre consentimento das funções, competentes para contratar, para a consideração legal com um objeto lícito e não expressamente por este meio vazio. "Os elementos vitais de um contrato válido são :. Aceitação atual e apropriada. Deve haver um acordo, dependendo de uma oferta legal fabricada por pessoa a outra e aceitação legítima dessa oferta desta última. As seções 3 a 9 com o ação contratual, 1872, reuniu as regras para obter aprovação válida 2. Consideração legal: Um contrato para formar um contrato válido precisa ser apoiado por conta. Consideração significa "algo em troca" (quid pro quo). , um grande ato ou talvez abstinência.Pode ser passado, presente ou futuro previsível.No entanto, o pensamento deve ser real e lícito ... Competente em contratar ou talvez ter capacidade: Para fazer um contrato válido, as celebrações a ele devem ser competentes. De acordo com a seção 11 do Contrato de ação, uma pessoa é considerada competente para contratar, caso satisfaça o seguinte critério: * Qualquer pessoa atingiu a idade de maturidade. * Qualquer pessoa está em sã consciência. * A pessoa definitivamente não é desqualificada da contratação por praticamente qualquer lei. alguns. Aprovação gratuita: para concluir um acordo válido, é necessário que haja um consentimento gratuito e genuíno das partes para o contrato.

Ele não será obtido por deturpação, fraude, coerção, influência indevida ou erro. cinco. Coisa e contrato legais: O objeto do contrato não deve ser ilegal ou ilegal. 6. Contrato realmente não declarado nulo ou ilegal: os acordos que foram expressamente declarados nulos ou talvez ilegais por lei não são aplicáveis ​​à legislação, portanto, simplesmente não constituem um contrato válido. 7. Intenção de criar relações jurídicas humanas: - se as duas funções entrarem em um acordo, deve haver intenção de estabelecer uma relação legal entre elas, se não houver tal objetivo por parte das partes. entre eles. acordos de natureza interpessoal ou doméstica geralmente não contemplam relacionamento jurídico, conseqüentemente não são contratos. 8. Certeza, a perspectiva de desempenho é infiel. Formalidades legais 10. por garantia,,,,,,,,,,,,,, - [editar] Tipos de contratos Com base na validade: 1) Contrato válido: Um contrato que possui todos os elementos essenciais de um contrato. contrato é chamado de contrato legítimo. Um contrato legítimo pode ser cumprido por lei. 2) Contrato de vazio [Seção 2 (g)]: Um acordo nulo é um contrato que deixa de ser aplicável por lei.

Um contrato, quando originalmente celebrado, pode ser válido e vinculativo entre as partes. Posteriormente, pode se tornar nulo. , Existem muitas decisões que explicaram que, quando qualquer crime foi convertido em uma "Fonte de lucro" ou se qualquer tipo de ato a ser realizado sob qualquer contrato se opõe à "política pública" nos termos de qualquer contrato - esse contrato por si só não pode ser aplicada sob a lei- 3.Contrato anulável [Seção 2 (i)]: Um contrato que é aplicável por lei sobre a opção de várias das partes, mas não está acessível a terceiros, é conhecido como contrato anulável. >

Se o elemento vital do consentimento gratuito estiver definitivamente ausente em um contrato, a lei confere à parte prejudicada a possibilidade de rejeitar o contrato ou de reconhecê-lo. No entanto, o acordo continua a ser bom e exequível, a menos que seja realmente repudiado por uma reunião prejudicada. 4. Contra o contrato da lei: Um contrato é ilegítimo se for inaceitável por lei, ou tiver esse tipo de natureza que, se autorizado, venceria os procedimentos de qualquer lei ou for falso, ou exigir ou significar lesão a uma pessoa ou talvez propriedade de outrem, ou talvez relação judicial enquanto imoral ou oposta à política pública aberta.

Esses tipos de acordos são puníveis legalmente. Estes são void-ab-initio. "Todos os acordos ilegais são acordos nulos, mas todos os acordos nulos não são contrários à lei." Cinco. Contrato não executável: Quando um contrato é bom em substância, embora por causa de alguns defeitos técnicos não possa ser forçado por lei, é chamado de contrato não executável. Esses acordos não são nulos nem anuláveis. Com base na formação: 1. Contrato expresso: quando os termos de financiamento de carro são especificamente acordados em palavras (escritas ou faladas) no momento do desenvolvimento, diz-se que o acordo é contrato de comunicação. Contrato pretendido: contrato implícito é aquele deduzido dos saques ou realizar das reuniões ou das circunstâncias com os casos. Na qual uma proposta ou talvez aceitação seja fabricada de outra forma em comparação com as palavras, assegure-se de que se destina. 3. Quase contrato: um quase contrato é criado legalmente. Assim, os contratos queer não são estritamente contratos, pois não existe o objetivo das funções de celebrar um contrato. Realmente é uma obrigação legal feita a uma parte que é instruída a fazer isso.

Você passa por 'Valores e leis da mídia' na categoria 'Exemplos de redação'

Um quase contrato baseia-se na regra de que uma pessoa não deve se enriquecer às custas de outra. Com base no desempenho geral: 1. Contrato cumprido: Um grande acordo executado é aquele em que as duas partes incluem executaram sua respectiva responsabilidade. 2) Contrato de execução: um contrato de execução é aquele em que uma ou ambas as partes do contrato ainda precisam cumprir suas próprias obrigações posteriormente. Assim, um acordo que é de certa forma executado ou talvez totalmente não executado é conhecido como acordo executório. Acordo unilateral: Um contrato partidista é aquele em que apenas uma parte deve executar sua responsabilidade no momento da organização do negócio, a outra parte ter cumprido sua obrigação no momento do contrato ou antes que o acordo entre em vigor. 4. Contrato bilateral: Um acordo bilateral é aquele em que a prestação de contas de ambas as partes em relação ao contrato é geralmente pendente no momento da formação do contrato. Os contratos da Zwei staaten betreffend também são conhecidos como acordos com consideração executiva. ,,,,,,,,,,,,,, Lei dos Instrumentos Negociáveis, 1881 O Trabalho sobre Instrumentos Flexíveis, 1881 foi aprovado pela Índia inglesa e, então, por mais de 130 anos e, exceto por mudanças, a questão de revisar o ato como um todo nunca foi criado recentemente. De acordo com a Área da Lei de Instrumentos Negociáveis ​​significa "Um instrumento negociável significa uma nota promissória, letra de câmbio ou cheque pagável por ordem para portador." [3] Na Seção 1, também é descrito que, em nível local, de uso relacionado a hundis, etc. Início que se estende até a Índia, mas nada assim contido afeta a Lei da Moeda Estrangeira de Papel da Índia, 1871, Seção dois, ou afeta qualquer uso local relacionado a qualquer tipo de instrumento em uma região oriental. Desde que tais usos possam ser excluídos por qualquer frase no corpo do instrumento, que indique e pretenda o fato de que as relações legais das partes devem ser regidas por esta Lei, e entrará em vigor no 1º dia de Março de 1882. [3],,,,,,,,,,,,,, - [editar] O período moderno e os Instrumentos flexíveis escolhem carregar um pequeno pedaço de papel anotado como Cheque, em vez de levar a moeda que realmente vale a pena o valor do cheque Antes de 1988, simplesmente não havia nenhuma disposição para restringir qualquer pessoa que emitisse o Cheque sem ter fundos suficientes em sua conta. Obviamente, no cheque desonrado, há um passivo municipal acumulado. No entanto, na realidade, leva muito tempo para recuperar a quantidade de dinheiro.A fim de garantir a prontidão e o remédio resistentes aos infratores do dispositivo negociável, um recurso penal de penalidade foi inserido na Negotiable Instruments Act, de 1881, alterando-o com a Negotiable Musical instruments Act, de 1988. 3] Com o anexo desses procedimentos na Ação a situação absolutamente melhorada, bem como as instâncias de desonra, diminuíram comparativamente, no entanto, devido à aplicação de diferentes técnicas interpretativas por diferentes tribunais substanciais sobre diferentes disposições da ação, ainda mais complicada e complicada a situação específica, embora em desonra de verificar as tendências nos veredictos da Suprema Corte da Índia demonstram inequivocamente que existe uma pressão contenciosa subconsciente dentro da mente dos juízes, que se inclina seriamente a favor do titular do cheque. ,,,,,,,,,,,,, -

Ação de vendas de mercadorias de produtos 1930 - Transcrição da apresentação * 1. A venda de produtos atua em 1930 Significado da venda e das mercadorias Circunstâncias e garantias Transferência de propriedade Privilégios de um vendedor em circulação * 2. A lei de venda de mercadorias estava contida no capítulo VII da lei de negócios indiana. 1872 Os contratos relativos à venda de produtos são controlados pelos princípios legais gerais relevantes para todos os acordos legais, como o presente e sua aceitação ou outras partes essenciais de um contrato. 2. 3. Venda de mercadorias Um contrato de venda de mercadorias é um contrato pelo qual o vendedor troca ou confirma a transferência da propriedade da mercadoria para o comprador por um preço.

A definição de "contrato de venda" é um termo genérico e inclui os dois uma venda e um contrato para oferecer. * 4. Venda e contrato a oferecer Onde, dentro do contrato de venda, a propriedade exata da mercadoria é transportada do proprietário para o cliente, o contrato é chamado de "venda", mas onde a cópia da casa na mercadoria deve ocorrer em um momento próximo ou talvez sujeito a algumas condições a partir de então para ser feliz. O acordo é chamado "contrato de venda". Um contrato de venda se torna um acordo quando o tempo decorrido e também as condições controladas pelas quais a casa da mercadoria deve ser transportada são preenchidas. 5. Princípios básicos de um contrato de negociação Dois encontros: deve haver duas funções distintas i. como também um comprador e o vendedor, para efetuar um contrato de venda e eles devem ser competentes para celebrar um contrato. Bens: deve haver alguns bens cuja propriedade é ou deve ser transferida do proprietário para o comprador. As mercadorias que constituirão o objeto do contrato de venda devem ser removíveis. A transferência de bens imóveis não é realmente regulamentada pela venda de itens da Lei. Valor: o pensamento para o contrato de venda, chamado preço, tem que ser dinheiro. No momento em que as mercadorias serão trocadas para obter mercadorias, no caso de não ser realmente uma venda, ainda assim, um problema.

Parcialmente em dinheiro e em espécie há um contrato de vendas. Todos os elementos necessários de um contrato válido. 5. 6. Distinção entre negócio e contrato de venda Em uma venda, a propriedade dos produtos passa pelo vendedor para o comprador instantaneamente, de forma que o varejista não seja mais o proprietário dos itens vendidos. Uma venda só pode ter apenas itens existentes e específicos. Dentro de um contrato para negociar, a cópia da propriedade nos itens deve ocorrer em um momento próximo ou, talvez, sujeito a condições específicas a serem cumpridas. Realmente é principalmente em caso de mercadorias futuras e contingentes. * seis.

O risco de perda cai ao redor do comprador, apesar de ele estar na posse do vendedor. O vendedor pode processar facilmente o preço pretendido em caso de violação, a propriedade pode ser do vendedor. A probabilidade de perda é usar o vendedor, apesar de os bens estarem na posse do comprador. O proprietário só pode processar por lesões, embora as mercadorias estejam dentro da posse do cliente. * oito. Condições e garantias Uma estipulação em um contrato de venda com relação às mercadorias objeto do mesmo pode ser uma doença ou garantia (seção 12 (1). Condição: uma condição é realmente uma estipulação que pode ser essencial para o objetivo principal do contrato .

Isso vai para a raiz do contrato, seu não cumprimento perturba a própria fundação do contrato. Se houver uma violação de uma condição, a parte prejudicada pode lidar com o contrato como repudiado. Ex: o caminhão que está agora em Bombaim deve seguir em frente! * à procura de. garantia A garantia 12 (3) da comissão de valores mobiliários e de câmbio é uma estipulação que é uma garantia do principal objetivo do contrato. Está longe desses tipos de importância vital como a condição está. Quando há uma quebra de garantia, a parte prejudicada pode simplesmente reivindicar ferimentos e não tem o direito de tratar o contrato porque foi repudiada. 5. 10.

Se a estipulação de um contrato de venda puder ser descrita como condição ou, possivelmente, uma garantia dependerá em cada caso da construção com o contrato como um todo.A documentação do tribunal não é guiada pela terminologia utilizada pelas funções do contrato. Um entendu pode ser uma condição conhecida como garantia dentro do contrato. (seção 12 (4)). * onze. Diferença entre condição e garantia Estipulação de Estado importante para o objetivo principal Violação de condição, negócio pode ser repudiado Uma violação de estado pode ser tratada como quebra de garantia. Garantia Acordo de garantia para o principal objetivo do negócio Violação da garantia, o agravado se reúne pode reivindicar danos apenas Uma quebra de garantia, não pode ser curada como uma violação de um estado. * 12. Quando as circunstâncias a serem curadas como garantia Isenção voluntária de condição: quando uma negociação de vendas é controlada por qualquer condição a ser satisfeita pelo proprietário, o comprador pode (a) adiar a condição ou (b) decidir tratar a violação da condição como uma quebra de garantia. Caso o comprador decida renunciar à situação, ele não poderá insistir posteriormente em seu cumprimento. * 13. pagamentos parcelados pela aceitação de produtos pelo comprador: quando um acordo de venda certamente não é separável, mais o comprador oferece a mercadoria ou parte dele aceita, a violação de qualquer estado a ser alcançado pelo varejista sempre pode ser tratada como sendo uma quebra de garantia. Exceto se houver um acordo em contrário. * 18. Condições expressas e implícitas e especificações da garantia Circunstâncias implícitas Condição relativa ao título: (a) no caso de um cliente, ele tem o direito de oferecer as mercadorias e (b) no caso de um acordo comercial que ele terá o direito de negociar as mercadorias no momento em que o imóvel deve passar.

Venda por simples descrição: alta é obter a venda de produtos por informação, há uma condição implícita de que os itens se sobrepõem, há uma condição implícita de que a mercadoria deve corresponder à explicação. 15. Condição sobre qualidade ou talvez adequação: a desordem quanto à qualidade ou adequação máxima está implícita onde (a) os produtos vendidos são como o vendedor lida dentro do período normal de seus negócios (b) o cliente depende da habilidade do vendedor ou sabedoria quanto ao exercício dos itens para qualquer finalidade específica (C) que o comprador, expressa ou implicitamente, saiba ao vendedor que gostaria da mercadoria para essa finalidade específica.

Condição quanto à comercialização: na qual os bens são comprados por descrição simples por meio de um vendedor que lida com mercadorias dessa descrição, isso significa que a mercadoria deve ser como comercialmente vendável, de acordo com a descrição pela qual eles são realmente conhecidos no mercado. valor total. * 18.

Condição implícita personalizada: uma condição implícita quanto à qualidade ou adequação para sua finalidade pode ser anexada pelo uso do comércio Venda por amostra: condição implícita que o volume corresponderá juntamente com a amostra em qualidade, que o comprador terá uma oportunidade justa de comparar a maioria com o teste, de que os produtos devem estar totalmente livres de qualquer problema, tornando-os não comercializáveis. Condição quanto à salubridade, no caso de comestíveis e provisões, além da comercialização, existe outra condição pretendida que os bens devem nutrir. * 18.

Especificações implícitas da garantia Garantia de posse silenciosa: se o comprador estiver de alguma maneira perturbado no desfrute de itens em consequência do mau funcionamento do vendedor no mercado, ele poderá declarar danos por meio do vendedor. Garantia de liberdade de ônus, os bens têm tempo de qualquer tipo de ônus ou ônus em favor de qualquer parte alternativa. Garantia relativa à qualidade ou talvez adequação simplesmente pelo uso do comércio. Garantia para revelar a natureza perigosa das mercadorias * 18. Advertência em centímetros do emissor Deixe que o comprador tenha cuidado "No contrato de venda de itens, o vendedor simplesmente não tem o dever de revelar fatos pouco lisonjeiros sobre os itens vendidos.

Por esse motivo, quando uma pessoa compra alguns bens, deve examiná-la minuciosamente. Caso os bens se tornem defeituosos ou não atendam ao seu objetivo ou ele dependa de sua própria habilidade ou sabedoria e faça uma má seleção, esse indivíduo não pode culpar ninguém, exceto ele próprio. * 19. Exceções Aptidão referente ao objetivo do comprador Venda sob uma marca comercial ou de patente Qualidade comercializável Uso de controle Consentimento por simplesmente fraude,,,,,,,,,,,,,, - Acordo Geral sobre Encargos e Comércio O Acordo sobre Tarifas e Comércio (GATT) era um acordo multilateral que regulava as transações internacionais.

De acordo com seu preâmbulo, seu objetivo era a "redução substancial de tarifas e também outros obstáculos comerciais e a remoção de gostos, em bases testáveis ​​e mutuamente vantajosas". Foi absolutamente negociado durante a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Emprego e foi o resultado do fracasso da negociação das autoridades governamentais para criar a Organização Internacional do Comércio (ITO).O GATT foi assinado em 1948 e durou até 1993, para ser substituído pela Organização Mundial do Comércio em 1995. O texto inicial do GATT (GATT 1958) ainda está em essência no âmbito da OMC, controlado pelas alterações do GATT 1994. 1],,,,,,,,,,,,, - - The Companies Work, 1956 A lei de empresas de 1956 é uma lei do Parlamento da Índia, promulgada em 1956, que permitirá que as empresas sejam formadas por registro e estabeleça as empresas necessárias, seus diretores e secretárias. [1] A Lei das Empresas de 1956 é usada pelo Governo da Índia através do Ministério de Assuntos Corporativos e dos edifícios de escritórios do Suceder of Companies, Liquidatários Oficiais, Agente Fiduciário, Conselho de Legislação da Empresa, Diretor de Inspeção, etc.

O Registrador de Empresas (ROC) lida com a incorporação de novas empresas e a supervisão de empresas operacionais. Desde o seu início, muitas vezes é alterado com freqüência, em que as variações de 1988, 1990, mil novecentos e noventa e seis, 2000 e 2011 são notáveis. ,,,,,,,,,,,,,, - Disposições da Lei A Lei pode ter 658 porções de comprimento. Inclui disposições relativas a empresas, administradores de empresas, memorandos e estatutos e assim por diante. Esta ação estabelece e discute todas e quaisquer necessidades de provisão ou podem precisar governar uma empresa. ,,,,,,,,,,,,,, Imobiliário intelectual Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Este artigo é Propriedade Intelectual (filme) | | 5. | * | 2. * Propriedade mental (PI) pode ser um conceito jurídico que se refere a obras-primas do cérebro para as quais são conhecidos direitos exclusivos. [1] Sob a regulamentação da propriedade mental, os proprietários receberão direitos exclusivos específicos para uma seleção de ativos intangíveis, como obras de áudio, literárias e artísticas, descobertas e invenções, além de palavras, frases, símbolos e estilos.

Tipos comuns de direitos legais de propriedade perceptiva incluem direitos autorais, marcas comerciais, patentes, direitos de design industrial e, em algumas jurisdições, segredos comerciais. Embora alguns dos princípios legais que regem os direitos intelectuais da casa tenham evoluído ao longo de séculos, absolutamente não foi até o século XIX que o termo propriedade intelectual começou a ser usado, mas somente nos 20 e 100 anos passados, começou a ser comum. dentro da maioria do mundo. [2] O Estatuto Britânico de Anne 1710 e o Estatuto dos Monopólios 1623 são, neste ponto, vistos como as origens dos direitos autorais e das leis de patentes, respectivamente. [3],,,,,,,,,,,,, Objetivos O objetivo declarado da maioria das regras de propriedade mental (com exceção das marcas registradas) é geralmente "Promover a melhoria". [13] Trocando informações especiais limitadas direitos relativos à divulgação de invenções e desempenhos criativos, a sociedade e o detentor da patente / detentor dos direitos autorais ganham mutuamente, e é criado um incentivo para que inventores e autores criem e divulguem seu trabalho. Alguns comentaristas mencionaram que o objetivo dos representantes perceptivos da propriedade e daqueles que apóiam sua implementação é aparentemente "proteção absoluta". Se alguma propriedade intelectual é atraente, porque promove a inovação, que eles raciocinam, ainda mais é melhor. O pensamento é que os criadores não terão incentivo suficiente para criar, a menos que possam ter o direito legal de capturar o valor social total de suas inovações. "[14] Essa proteção completa ou talvez o valor integral vê a casa intelectual como outra forma de propriedade real, geralmente adotando sua lei e retórica. Várias outras inovações recentes nas regras de propriedade intelectual, como o America Invents harmonização mundial.

A lei das marcas registradas não se baseia realmente na cláusula de propriedade intelectual da taxa metabólica dos EUA e apresenta objetivos políticos distintos que não podem ser mencionados aqui. [editar] Incentivo financeiro [editar] Crescimento monetário [editar] Moralidade,,,,,,,,,,,,,, - Trabalho sobre gerenciamento de câmbio da Wikipedia, a enciclopédia livre de custos | | | | | | | | | | | | | A Lei de Gerenciamento de Câmbio Estrangeiro (FEMA) foi um ato aprovado na sessão de inverno da Casa Legislativa em 1999, que substituiu a Ação de Regulamentação de Câmbio Estrangeiro. Esta ação busca cometer crimes relacionados a crimes civis de câmbio. Isso se estende a toda a Índia. 1] A FEMA, que substituiu a Lei de Legislação Cambial (FERA), tornou-se uma necessidade da hora em que a FERA passou a existir incompatível com as diretrizes pró-liberalização do Governo da Índia. A FEMA teve um novo regime de supervisão de Câmbio como estrutura emergente da Organização Mundial do Comércio (OMC). Outra questão é que a promulgação da FEMA também trouxe consigo a Lei de Prevenção à Lavagem de Dinheiro de 2002, que entrará em vigor a partir de 1º de julho de 2005.Ao contrário de leis diferentes, onde tudo é permitido, a menos que seja especificamente proibido, sob esse ato tudo era restrito, a menos que fosse especificamente permitido.

Portanto, o mezzo-soprano e o fortalecimento da Obra foram extremamente drásticos. Exigia prisão até mesmo para sofrer pequenos acidentes. Sob a FERA, uma pessoa era presumida culpada, a menos que esse indivíduo se provasse inocente, enquanto sob leis adicionais uma pessoa é considerada inocente, a menos que seja declarado culpado. Conteúdo [ocultar] * 1 Mudar do FERA * 2 Necessidade de gerenciamento * 3 Principais recursos 2. 4 Referências 5. 5 Links externos | ,,,,,,,,,,,,,, - [editar] Troque do FERA O feito em 1974, uma época em que a posição de livro de câmbio da Índia não era a melhor. Um novo controle para melhorar essa posição era a necessidade com a hora.

A FERA não conseguiu restringir as atividades, especialmente a expansão das empresas transnacionais. A homenagem feita à FERA em 1991-1993 mostrou que a FERA estava prestes a se tornar desnecessária. [2] Após a emenda da FERA em 1993, foi decidido que o ato se tornaria a FEMA. Isso foi feito para relaxar as configurações de forex na Índia, como resultado da liberalização econômica. A FEMA serviu para gerar transações para obter menos controle externo (exportações e importações) - pedidos envolvendo conta poupança para comércio exterior não exigiam mais a permissão do RBI.

As transações de câmbio podem ser 'gerenciadas' em vez de 'regulamentadas'. A mudança para a FEMA mostra a mudança por parte do governo em relação ao capital estrangeiro. [3],,,,,,,,,,,,,, - [editar] Necessidade de gerenciamento A compra e venda de moeda estrangeira e outras ferramentas de dívida por empresas, indivíduos e governos ocorrem no mercado de câmbio mercado. Além de se manter muito competitivo, esse mercado também é o maior e mais líquido mercado do mundo e da Índia. 4] Frequentemente sofre alterações e melhorias, que podem ser benéficas para um país ou expô-las a riscos maiores. O gerenciamento do mercado de câmbio torna-se necessário para poder mitigar e evitar os riscos. Os bancos centrais trabalhariam no sentido de um funcionamento ordenado nas transações, que também podem desenvolver seu mercado cambial. [5] Seja abaixo do controle da FERA ou talvez da FEMA, a necessidade de gerenciamento de divisas é importante. É necessário reter uma quantidade adequada de reservas cambiais, principalmente quando a Índia precisa importar importações de bens específicos.

Ao gerenciar reservas suficientes, a política cambial da Índia marcou uma mudança da Transferência de Substituição para a Campanha de Exportação. [6],,,,,,,,,,,,,, - [editar] Principais Características, Atividades como pagamentos feitos a qualquer indivíduo fora da Índia ou faturas deles, juntamente com negócios em moeda estrangeira e estrangeira segurança é restrita. É realmente a FEMA que dá ao governo central a força para infligir as limitações. , Restrições são impostas às pessoas que vivem na Índia que realizam transações em divisas, segurança internacional ou que possuem ou talvez possuem bens imóveis no exterior. Sem a permissão geral ou específica do banco Reserve Traditional da Índia, a FEMA restringe as transações envolvendo forex ou segurança internacional e pagamentos de fora da região à Índia - as transações devem ser feitas simplesmente através de uma pessoa sancionada. , As transações em moeda estrangeira abaixo da conta corrente por uma pessoa sancionada podem ser restringidas pelo Governo Central, com base no interesse público aberto. , Embora a venda ou extração de moeda estrangeira seja feita usando uma pessoa autorizada, o RBI está autorizado por esta ação a tomar para sujeitar as transações da conta de capital a uma série de restrições. As pessoas que moram na Índia poderão realizar transações em moeda estrangeira, confiabilidade estrangeira ou possuir ou manter bens imóveis no exterior, se a moeda, segurança ou propriedade tiver sido mantida ou comprada quando ele / ela estivesse morando fora da Índia ou para herdado por alguém que vive no exterior da Índia. , É necessário que os exportadores forneçam seus detalhes de exportação ao RBI. Para garantir que os negócios sejam concluídos corretamente, o RBI pode solicitar aos exportadores que cumpram os requisitos necessários. [7]

Você precisa escrever um ótimo ensaio temático?

Nossos escritores seguem rigorosamente as instruções enviadas. Eles garantem que todos os pedidos atendam aos requisitos fornecidos e superem as expectativas do cliente.

Verifique o preço