Desaparecimento de seus soviéticos

a exportação sobre importância da string (49) permanece idêntica a 1995 e até agora \. "

Em menos de duas décadas, Pequim aproveitou o desaparecimento de seu vizinho soviético para lançar seu programa de desenvolvimento do "Grande Ocidente" e um ganho claro para enquadrar ações, enquanto os estados da Ásia Central, em busca de novos parceiros, A empresa procurou se beneficiar do dinamismo da China simplesmente integrando-se à zona de prosperidade da Ásia-Pacífico.

Como os especialistas chineses podem criar um lugar de oportunidade exclusiva no estabelecimento de relações cordiais com os cinco estados da região, a parceria de Astracã com a China é denominada "estratégica, confirmando Stand como um dos principais aliados políticos de Pequim em um período pós-soviético. clima em que o governo cáqui exibe políticas equilibradas e variadas diante da existência pesada de Moscou.Esta feliz relação China-Astracã é baseada em uma realidade econômica aliterada.

Hoje, as operações China-Astracã representam muito mais de dois terços (cerca de 70%) de todas as transações da China com a Ásia Central.

Ao contrário do outro poder famoso na região, Islam Karamazov Uzbequistão, Astrakhan, sob a administração do Director Nursling Nazarene desde 1989, apresenta empreendimentos essenciais de liberalização econômica que, apesar de suas limitações particulares, estão conseguindo atrair investimentos no exterior. Astrakhan tornou-se, portanto, a segunda nação mais rica do espaço pós-soviético: com um GAP estimado em US $ 9.400 per capita há 5 anos, ele fica apenas atrás da Rússia (com aproximadamente US $ 12.000), no entanto, à frente dos vários outros países da Ásia Central países (entre US $ 8, 500 e US $ 1, 300).

Em 12 a 15 anos, conseguiu reduzir drasticamente a porcentagem de sua população que vive abaixo da faixa de pobreza (agora abaixo de 25%), enquanto nos outros 4 estados da região, mais da metade da população ainda está considerado "pobre". Além disso, houve o surgimento de uma classe central, uma garantia de estabilidade a longo prazo. A expansão exponencial das relações econômicas com a China, porque o início dos fermetures não foi desafiado nenhuma vez.

Astrakhan abriu um consulado em Hong Kong em 2003 e um em Xangai em 2006 para ajudar no contato. Por outro lado, as relações econômicas entre os dois países descobrem múltiplos desequilíbrios que estão cada vez mais levantando preocupações na escola política de Astrakhan e entre especialistas locais. Embora a situação chinesa reconhecida exalte a complementaridade com os dois sistemas financeiros e o benefício mútuo do comércio, essa visão otimista é amplamente contestada no plenário. Os problemas cáqui sobre o domínio chinês viável se baseiam principalmente não apenas em lutas econômicas.

Eles precisam estar localizados em um contexto cultural pelo qual o medo da China permanece incrivelmente real: a típica falta de entendimento da China e o medo de uma grande mudança positiva no poder de mercado podem ser fatores importantes que influenciam as reações cáqui às reações da China. desenvolvendo presença. Juntamente com o aumento do uso com o mundo global, o comércio chinês, juntamente com o comércio no universo como um todo, é centrado na operação entre as principais massas comerciais, como o Leste Asiático, o Local de Comércio Livre de Custo da América do Norte (NONFAT) e o Mercado Europeu. União (ELI), cada uma que inclui economias de mercado monetariamente avançadas.

Dos parceiros, os chineses negociam em conjunto com o EX. aumentou significativamente em importância. Em 2008, o EX. trouxe ao IIS US $ 378 bilhões em produtos da China (IIS US $ 293. 1 bilhão relatados pela China), tornando a China o maior fornecedor de EX. itens importados. Esses tipos de importações incluíam mercadorias do EX. empresas que adquiriram elementos realocados de seus dispositivos de produção global em Cina. O GRAB exportou US $ 113 bilhões em bens para o IIS para a China (IIS US $ 132. oito bilhões na China), tornando-o MATE EXTERIOR. Segunda maior oferta de importações da China (depois do Japão).

O resultado final foi uma dívida comercial de US $ 265 bilhões do IIS para o SEIZE. Esse tipo de déficit é uma fonte importante de disputa entre esses dois principais cônjuges. As duas últimas décadas da economia da China foram dramáticas. O suprimento mundial de exportações do fabricante chinês está se desenvolvendo dramaticamente nos mercados das nações industriais. Este método pode continuar por algum tempo, como resultado da enorme população jovem. No entanto, por muitos indicadores, a experiência da China é muito menos dramática do que a da Coréia e do Japão durante seu período de industrialização e integração, juntamente com a economia global global.

Em geral, as transações entre economias criadas e produtoras envolvem uma divisão vertical do trabalho, na qual as economias projetadas produzem bens e serviços de alto valor agregado e trocam essas pessoas por bens e serviços de baixo valor agregado de países financeiramente menos desenvolvidos.Quando a China e a tiawan embarcaram em um caminho de crescimento liderado pelas exportações, conseqüentemente se especializaram em setores que não produziam bens e serviços duros, intensivos em mão-de-obra e produzidos em massa.

Para manter um crescimento econômico ecológico, o objetivo da China é, no entanto, atualizar sua estrutura industrial, passando para grupos mais avançados e papéis úteis, inclusive em sua operação com países economicamente avançados. A cooperação econômica regional da China-Astracã, de acordo com os interesses de todo o país com a República de Astracã, tem boas circunstâncias para a semântica institucional. Astracã é abundante em gasolina: os estoques demonstrados de petróleo de 24 bilhões de dólares em terra e os estoques dos mares continentais de 75 milhões de lotes.

O Astracã, embora tenha uma reserva estável e segura para o oceano e acesso aos mercados intercontinentais de acordo com os interesses nacionais, quase não será capaz de fornecer. Para a construção de Astracã-Chinês, o oleoduto e o canal de gás, praticamente o comércio exterior da Astracã de futuros negócios de commodities, produtos de gás e petróleo dependia da Rússia. A cooperação financeira regional da China-Astracã estimula a distribuição de instalações de radioatividade e otimização da circulação de soluções disponíveis em Astracã. 1 2 Status de pesquisa do Astrakhan Transact Astrakhan por 21 anos foi profundamente integrado à economia mundial, ativamente envolvida no processo de globalização.

Agora a república negocia praticamente todos os países do mundo. Seus parceiros operacionais serão 212 declarados e territórios na maioria dos continentes. O montante da rotatividade de itens do comércio internacional para obter 1994-2010 cresceu de sauterie. Dólares a 90, um bilhão em particular. Os volumes mais altos em 109, um determinado bal. O dólar americano foi atingido em 08. No bem, as relações de comércio exterior com o país foram positivas em 39, 8 bal. Dólares, recebidos referentes a janeiro, Seep. 2011, chegou pela primeira vez. Pode-se esperar que, após os resultados de 2011, o volume de rotatividade externa de commodities possa ser o mais alto da história do país, atingindo 121 bal. Lars. Note-se que o excesso de exportação acima da importância permanece idêntico a 1995 até agora.

Você passa por 'Desaparecimento do seu soviético' na categoria 'Papéis' Astracã, durante anos de independência, houve mudanças. A persona e o reparo das associações econômicas externas levaram a mudanças na orientação geográfica dos canais de mercadorias. Dois conjuntos de parceiros foram classificados. Com um crescimento constante é observado, com outros foi apresentada a depressão econômica. Assim, para obter 1995-2011 em um volume de negócios de controle externo com o país, a participação da Europa cresceu de 26% para 31, 6%, a Ásia de 24%, incluindo a China de 4% a 21%, a América de 1% para 5 , África de 0 a vinte e dois.

O crescimento das entregas de energia e recursos de força, matérias-primas nutritivas para as regiões e quantidades crescentes de compras dos carros mais recentes, bem como o equipamento dos países desenvolvidos, se tornaram determinantes. Do continente africano, especialmente vindo do Quênia, a transferência de chá, o cacau em Gana aumentou, a Tunísia e o Egito conseguiram trigo ou grãos, o enxofre em Marrocos. Na estrutura do comércio exterior, a maior participação é a participação do EX. países (48,5%), apesar da redução na avaliação com 2010 para 3%. Os principais itens de exportação são transportadores de força e petróleo.

A participação das exportações para os países em uma quantidade total de comércio exterior nos últimos 12 meses diminuiu em 9,4% a 8,6%. As exportações para a China, outros países do mundo e outros países do CICS no ano passado, pelo contrário, aumentaram, tendo atingido 18, 5%, 18, 5% e 5, 9%, respectivamente. Localização das exportações do Astracã Na estrutura de importação da ARK, a melhor parte é definitivamente a parcela com os países da união aduaneira, 445% ou 16, 9 bilhões de UTILIZADOS. Esse sinal é momentos mais do que importar volumes de impressões do EX. países, pode ser 3, 4 vezes mais do que uma quantidade de suprimento de importação pelo fabricante da China e em seus cinco, 7 momentos mais volume de importação de outros países do CICS.

A conversa sobre entregas da China, dos países da união aduaneira e de outros países do CICS cresce na transferência de ARK, enquanto nos outros a direção diminui. Como todo o volume de exportações e importações de ARK em transações mútuas aumenta, é difícil fazer um exame inequívoco do efeito da União Aduaneira sobre as operações estrangeiras de Astrakhan como procedimento para pagamento administrativo fora do funcionamento da União Aduaneira, harmonista e harmoniosa. a unificação de inúmeros procedimentos por meio da implementação ainda hoje procede ao comércio entre países participantes.

Além disso, provavelmente será realizada a análise da estrutura de exportação e importação em uma seção da produção orgânica e processada, e também será apresentada a especificação da criação processada para os mais avançados consumidores e meios de criação. A exportação com os produtos processados ​​da ARK cresce, ultrapassando os volumes deste ano de 2008 para chegar a 10, 6% ou destinados a 2, 1 bilhão de UTILIZADOS. Ao mesmo tempo, o peso real da exportação processada diminui. Pode-se conectar por esse preço o volume de linhas brutas de exportação mais rapidamente em conexão com um aumento nas taxas de recursos energéticos.

Este ano, a proporção de produção processada e bruta na importação fabricou 89% e 11%, respectivamente, e o ganho de importância da produção preparada (24, 4%) é um pouco mais do que o ganho bruto que poderia promover um agravamento da concorrência entre fornecedores estrangeiros e nacionais que estão em circunstâncias alternativamente vulneráveis. As exportações cresceram tão rapidamente, principalmente devido ao aumento nos volumes físicos de entregas e preços de óleo essencial, itens de óleo, gás natural e fatores radioativos de urânio. Os principais compradores dos produtos são EX. e a China, portanto, seus estoques e participações na quantidade total de exportação melhoraram.

Os volumes de exportação de outras mercadorias de exportação significativas (metais ferrosos e não ferrosos, incluindo metais preciosos e também trigo e farinha de trigo) também aumentaram muito, em menos do que a exportação de prestadores de serviços de energia que levou à diminuição de uma parcela de esses produtos em uma quantidade total de comércio exterior em 2010, quando comparado a 2000. Também levou à diminuição das ações da Rússia e da Suíça, que são grandes galerias de metais importadas provenientes de Astrakhan. Durante o período 2000-2010, o Astracã praticamente interrompeu o fornecimento de azeite e produtos derivados de petróleo para zonas específicas offshore (The Cale? On e Ilhas Virgens Inglesas).

Astrakhan exportam muito poucos produtos diferentes, além de soluções energéticas, metais e grãos; a participação desses itens no total das exportações reduziu de 14% em 2150 para 6% em 2010, se for para medir a expressão geral dentro do país. preços com uma taxa de câmbio de 2010, essa exportação diminuiu 21%. 1 3 China e Astracã no comércio Desenvolvimento Para Astracã, o futuro das relações econômicas com a China é bilateral. O relacionamento China-Astrakhan será fortalecido ainda mais com o crescimento do Community Trade Business (WTFO), que pode permitir que as empresas chinesas obtenham mais na indústria caqui.

O contato econômico também está crescendo a um certo nível em um contexto multilateral em toda a Cooperação de Xangai (SOC), independentemente de a presença da China por meio do SOC ser substancialmente maior em Gyrations e Atkinson. Portanto, os US $ 900 milhões em crédito propostos em 2004 e aplicados a partir de 06/9 - eram destinados principalmente aos estados mais pobres da região, e não ao Astracã. Por outro lado, a Organização instigou tarefas que envolvem cada um dos estados de utensílios de cozinha anodizados da Central Hard, como a rodovia Mar Cáspio-China, que começa na Rússia e atravessa Astrakhan, conexões ferroviárias, além da construção de estações hidrelétricas.

No entanto, apesar das ações adotadas pelo Conselho da Organização SOC para fortalecer os vínculos entre os estados de panelas anodizadas Hard Central, as divergências de governo para governo geralmente atrasam toda a sua implementação. Vários especialistas em cáqui também mencionam a incapacidade do Co de promover suas estratégias monetárias nos círculos corporativos; acredita-se que várias de suas decisões continuem sendo declarações de intenção devido à falta de informações entre os líderes empresariais. É difícil fazer um exame preciso dos números comerciais China-Astracã.

As estatísticas oficiais consideram uma pequena extensão do controle transfronteiriço e não são capazes de medir essa quantidade individual de transações ilegais, particularmente em metais ou contrabando, assim como o anidrido acético, a substância química necessária para trocar o ópio na heroína . Vários profissionais locais apontam diferenças significativas entre as estatísticas chinesas e cáqui. Assim, quando Astrakhan acreditou em US $ 550 milhões em comércio com a Cina em 1999, Pequim já estava confirmando mais de US $ 1 bilhão. Em 2005, a discrepância aumentou: o Astracã, em relação ao Stand, aparentemente conseguiu importações da China com um valor total de US $ 1. Bilhões de dólares, em comparação com quase US $ 4 bilhões, de acordo com Pequim, e Stand informou que as exportações para a China valem quase US $ 2. Bilhões, ultrapassando os valores orientais em mais de US $ 500 milhões. A discrepância pode ser atribuída em parte a razões pessoais: o Stand procura supervalorizar as exportações e subestimar as importações da língua chinesa para poder reduzir um equilíbrio comercial distorcido demais a favor da China. Em 2006, a escassez comercial de Astrakhan em relação ao vizinho era de pelo menos US $ 1. 14 bilhões de dólares, 15% a mais do que em 2005.

Por outro lado, a discrepância pode ser o resultado de diferenças na contabilidade. Os empresários Khaki têm quase todos os motivos para subestimar seus fluxos comerciais, a fim de evitar tributação, diferentemente de sua alternativa chinesa específica, que obtém concessões fiscais à exportação produtos. O progresso da China é tão maravilhoso que Pequim logo enfrentará o principal parceiro operacional de Astrakhan, a Rússia. Em 1992, o comércio entre China e Ásia Central, dois terços dos quais é definitivamente operação China-Astracã, era de quase US $ 422.000.000, atingindo US $ 512 milhões em 1993. Ele despencou em 1994 por causa de processos mais rigorosos de visto, depois que rapidamente subiu novamente , atingindo US $ 699, 000, 000 1997.

Isso sofreu uma queda (US $ 588 milhões) mais uma vez como resultado da crise financeira russa no verão de 1998, que também afetou a Ásia Central, nesse caso, começou a crescer a uma taxa que parece imparável agora. O Transact ultrapassou a captura de até US $ 1 bilhão em 2000, antes de subir dez vezes para mais de US $ 12 bilhões em 2006. O volume de comércio triplicou entre 2002 e 2006, mas continua a favorecer amplamente as exportações da língua chinesa, que por sua vez representam 2/3 em comparação com a Central Sais. 1/3. Assim, em 2006, a China mostrou 15,5% das transações externas de Astracã (quase US $ 9 bilhões), aproximando-se dos 18% russos (quase US $ 11 bilhões). O Ministério de Controle da China citou um valor de US $ 10. 8 bilhões de dólares, o que colocará Moscou e Pequim em pé de igualdade, apesar de Vladimir Very important e Aliases Strokes colocarem outros US $ 2 bilhões ou talvez mais em leituras ilegais, o que por sua vez daria superioridade comercial à China e aos tiawan sobre a Rússia. De acordo com especialistas em cáqui, prevê-se que o comércio zwischenstaatlich atinja US $ 15 bilhões em 2008. O desequilíbrio de poder entre China e Astrakhan continua a ser flagrantemente aparente. Em 2006, o Astracã representou apenas 0,49% do comércio exterior da China (toda a Ásia Central representa zero. 60%).

Essa discrepância está mudando para o investimento internacional: em 2005, os fornecedores chineses injetaram US $ 1. 2 bilhões na economia caqui (82% no setor de hidrocarbonetos e 13% no setor de construção), enquanto o Astrakhan investiu apenas US $ 7. 000 000 na China e tiawan. As economias oriental e cáqui estarão, no entanto, provando contrastar em grande parte. Muito mais de 80% dos produtos de exportação da China para Astrakhan são produtos de consumo completos (têxteis, sapatos e botas, eletrodomésticos, brinquedos e jogos, eletrônicos, peças de reposição, itens farmacêuticos, alimentos), enquanto 85% das exportações de Astrakhan para a China consistem em matérias-primas materiais (petróleo, metais ferrosos e não ferrosos).

Em algumas indústrias, como o alumínio leve, a natureza unidirecional dos movimentos comerciais é notável: mais de noventa e cinco por cento do Astracã. 1 4 Objetivo da análise e contribuição da ciência. 4. 1 Objetivo Este tipo de tese visa trazer muitas conclusões, assim como as relações bilaterais envolvendo os países se revelaram mutuamente benéficas para ambos, por razões apropriadas. Ambas as economias são altamente complementares. Este tipo de tese ofereceu uma tentativa de descobrir como a China ajudará o Astracã em muitas áreas, pois possui uma vasta experiência em como se desenvolver.

Também para derrotar com êxito as conseqüências adversas da crise financeira global, também conseguiu aumentar significativamente a quantidade de comércio e assistência econômica. Ao mesmo tempo, as características da tese tentaram descobrir os aspectos ativos e as ameaças que surgiram na parte de Astracã, porque dependiam muito de empresas chinesas que não desenvolviam as tradições de produção e manufatura auto-sustentáveis. 1 alguns. 2 Contribuição tecnológica Com essas questões de estudo em mente, o objetivo desta dissertação deve ser o de investigar como China e Astrakhan farão negócios no futuro.

Palavras-chave: exportação, importação, DIFERENÇA, Comércio, avanço, cumprimentos bilaterais. 2 Conteúdo e estratégia 2. 1 Principais artigos Na exploração, podemos analisar os principais problemas do comércio entre a China e astrakhan, bem como a solução. Apesar da estabilidade de transações e monetárias, uma avaliação mais detalhada da cooperação astracã-chinesa revelou vários problemas primários no sistema das relações econômicas bilaterais. Inicialmente, a prevalência do alinhamento bruto no quadro da rotatividade de ativos de Astrakhan com a China.

A análise das vias de exportação e importação mostra que cerca de 98% do comércio exterior de Astrakhan para a Cina são feitos simplesmente por matérias-primas estrategicamente cruciais. A atenção especial em 08 de março, em Pequim, foi um fórum da comunidade empresarial "Astrakhan -? China foi pago para discutir este problema: parceria destinada ao sucesso".Em discurso do Prime ressortchef (umgangssprachlich) de Astrakhan Karri Misaims, sabia-se que "a estrutura com o comércio exterior de Astrakhan para a República da China mantém uma orientação pronunciada de pesquisa".

Os principais artigos da exportação de Astracã para fornecedores chineses -? itens do grupo de pesquisa: buscar os serviços de metais ferrosos e não ferrosos, sucata, gasolina e também de couro cru, algodão orgânico cru e lã. As importações de Astracã da China completaram mercadorias, primeiramente mercadorias de demanda rotineira, mecanismos, equipamentos de energia elétrica, produção de anatomista mecânico de viagens, etc. E a importação chinesa para Astrakhan é durona na maioria dos casos por produtos de boa qualidade que competem com o produtor doméstico devido ao baixo custo e volume.

Durante a exploração, podemos provar ou talvez refutar toda a nossa suposição. A tese provavelmente será dividida em três partes: 1) O restante da parte. Contém uma revisão da literatura relevante, uma introdução às teorias acostumadas a responder às perguntas do estudo e uma informação detalhada da abordagem. Essas partes se concentram na área de pesquisa e no procedimento de pesquisa, fornecendo um contexto geral para a obtenção da tese. 2) O componente II envolve a análise principal do sujeito da exploração. ) A parte indisposta contém uma conclusão e recomendações. Resume as principais conclusões dos elementos através da dissertação.

Além disso, inclui mais cenários e sugestões a longo prazo. 2) 2 Metodologia e dados O pesquisador faz estratégias para o objeto subjetivamente, com base na sua compreensão prévia do objeto. Portanto, os autores escolheram a estratégia descritiva. A abordagem detalhada nem sempre significa que os criadores encontrarão uma verdade total, mas formarão um conhecimento do assunto analisado. Esse tipo de estudo não teria como objetivo medir os fenômenos exatos, ao contrário, todos nós pretendemos receber um maior conhecimento do controle bilateral.

Como a razão deste artigo convencional não foi procurar verdades absolutas, esse método nos dará mais liberdade para traduzir as informações que certamente coletamos com base nos quadros das fontes. Escolhemos uma abordagem qualitativa para poder coletar detalhes detalhados dos dados suplementares sobre o tópico. Isso é de grande importância para manter a resposta ao nosso propósito. Isso provavelmente levará ao entendimento de suas escolhas relacionadas às nossas perguntas e significa que podemos discutir entre elas.

Em relação a Holmes e Fixing (1997), uma maneira qualitativa ajudará os autores a pesquisar o problema ainda mais de perto e também oferece oportunidades para garantir a validade e a confiabilidade da análise. Os autores precisam entender e entender o uso do desempenho da área de interesse e como ela pode ser usada. É uma vantagem se as pessoas que implementarão pesquisas de estratégia qualitativa tiverem conhecimentos sobre a área (Patella, Davidson 2003). De acordo com Barman e Bells (2007), você descobrirá pesquisadores que também são importantes para a abordagem qualitativa como resultado da subjetividade. No entanto, tentamos ser objetivos, tanto quanto possível em nossa pesquisa.

Você precisa escrever um ótimo ensaio temático?

Nossos escritores seguem rigorosamente as instruções enviadas. Eles garantem que todos os pedidos atendam aos requisitos fornecidos e superem as expectativas do cliente.

Verifique o preço