Pastoral afro-americana

A pesquisa dada examinará o livro African American Pastoral Care composto por Edward P. Wimberly. Ele apresentará a principal tese do trabalho e, em seguida, ilustrará como o padrão de idéias contido no livro e os meios pelos quais essas idéias podem ser aplicadas à experiência prática do clero afro-americano com um ministério pastoral e também para o ministério individual. crescimento espiritual próprio.

A ideia-chave da Pastoral Afro-Americana é que o costume, bem como a prática de contar histórias, que foi incorporada durante séculos na cultura das pessoas africanas e também dos afro-americanos, pode ser efetivamente adaptada e alcançar ótimos resultados. ser adaptado combinado com certas teorias modernas, bem como práticas de psicologia humanista do desenvolvimento, com o propósito de aconselhar e orientar os paroquianos, assim como outros que buscam assistência espiritual e secular ao enfrentar as transições e crises da vida.

Utilizando exemplos da experiência pastoral dele e de outros como ministro, Wimberly desenvolve com sucesso a visão de que o emprego da narrativa, do ponto de vista do ministro, da perspectiva da Bíblia e também da perspectiva daqueles que são ser aconselhado, pode resultar em encontros pastorais perfeitos e pode até mesmo integrar a experiência humana com aquilo que ele denomina as pessoas do plano de Deus.

Não menos crucial é a opinião de Wimberly de que as tradições narrativas afro-americanas se conformam e realmente prefiguram certas teorias e técnicas diagnósticas e terapêuticas da psicoterapia progressiva. Além disso, Wimberly está certo de que os conselheiros pastorais afro-americanos precisam se sentir confiantes em explorar e aplicar seus conhecimentos, bem como experiência direta de suas raízes culturais nativas e também costumes de socialização com o objetivo de alcançar resultados máximos para aqueles que realmente aconselham enfrentando questões sérias no contexto da vida de hoje.

Wimberly defende as qualidades extremamente benéficas de aplicar as tradições narrativas afro-americanas aos eventos pastorais de uma maneira bastante sistemática. Aparentemente, a primeira parte da Pastoral afro-americana explica claramente o conceito de cuidado pastoral, uma vez que se refere à experiência institucional-religiosa na comunidade negra. Portanto, uma discussão sobre a conexão da assistência pastoral ao ritual e à adoração é seguida pela discussão de sua conexão com os sistemas de apoio psicológico e emocional.

También te puede interesar