Um relatório de gerenciamento de valor e risco Ensaio de construção

Várias limitações contribuem para dificultar o sucesso de um projeto de construção, incluindo o tempo de conclusão, o orçamento e o requisito técnico. Devido à existência dessas barreiras, o valor e a gestão de riscos ajudam a enfrentar problemas imprevistos no futuro. Este relatório concentra-se nas atividades de gerenciamento de risco e valor envolvidas nas etapas do plano de aquisição de projetos OGC3. Os objetivos deste relatório são explicar como o valor do dinheiro pode ser alcançado no projeto de construção de uma sede da administração pública; para assegurar a conclusão bem sucedida do projeto de construção do governo através de gerenciamento de valor e risco; identificando as necessidades do negócio de modo a alcançar o melhor valor para o dinheiro, além de atender aos requisitos dos projetos.

Todos os benefícios que vêm com valor e gerenciamento de riscos também são discutidos aqui, incluindo as recomendações necessárias. Este artigo conclui que o gerenciamento de risco e valor é crítico em qualquer projeto de construção.

2.0 Introdução

O gerenciamento de valor e risco é muito crítico em um projeto de construção. Quando tomado em consideração, o valor para o dinheiro sempre é alcançado. Alcançar o valor para o dinheiro é a preocupação básica de qualquer aquisição de projetos de construção, ao construir uma instalação que deve ser feita de tal forma que sua operação otimize a entrega de serviços públicos. O gerenciamento de valores refere-se a um serviço que otimiza o valor funcional relacionado a um projeto. Gerencia o desenvolvimento de um projeto desde o período de início até o período de conclusão (Dempster, 2006). Além disso, ele cobra todas as decisões contra o valor determinado pelo proprietário do projeto através da auditoria. O gerenciamento de riscos refere-se à identificação, avaliação e priorização de riscos. Ele visa eliminar todos os riscos vistos e invisíveis, no processo de criação de uma instalação ou empresa (Dempster, 2006). O gerenciamento de valor e risco pode ser incorporado em certas etapas do ciclo de vida do contrato OGC3 para garantir que, as perdas desnecessárias sejam eliminadas e, assim, o valor para o dinheiro é alcançado no final de qualquer projeto de construção.

3.0 Gerenciamento de valor para identificar as necessidades do negócio

O objetivo principal do Gerenciamento de Valor no estágio estratégico ou de conceito é garantir que a necessidade de um novo projeto seja cuidadosamente analisada antes de o cliente se comprometer a construir (Connaughton JN e Green SD 1996, p.24).

Objectivo do cliente

Calculadora de precios

Nós temos os melhores preços, confira!

data limite
Páginas
~ 550 palavras
Nosso Preço
R$ 0
Preço dos concorrentes
R$ 0

O principal objetivo do Cliente é alcançar o melhor valor para o dinheiro, racionalizando os departamentos de serviços do governo local em edifícios modernos de alta especificação que convém a uma cidade progressista e visionária. A política de compras do governo escocês define o Value for Money como a melhor combinação de custo e qualidade da vida inteira para atender aos requisitos do cliente. Qualidade relacionada a uma série de fatores relevantes, incluindo: funcionalidade, durabilidade, adequação estética ao ambiente, adaptação e manutenção a longo prazo, implicações ambientais e capacidade de consultores e contratados para inovar, melhorar a capacidade de construção e trabalhar em equipe (The Scottish Government, 2005).

Benefícios da aplicação do estudo de gerenciamento de valores

Ao realizar o estudo de gerenciamento de valor em um projeto no estágio estratégico, os benefícios a seguir podem ser esperados; Garante que o projeto atinja um ótimo valor para o dinheiro, a necessidade de projetos seja sempre verificada e suportada por dados, os objetivos do projeto são abertamente discutidos e claramente identificados, decisões fundamentais são racionais, explícitas e responsáveis, o projeto envolve dentro do quadro acordado de Objetivos do projeto, as opções alternativas são sempre consideradas, as propostas de projeto de estrutura de tópicos são cuidadosamente avaliadas e selecionadas com base em critérios de desempenho definidos (Connaughton JN e Green SD 1996, p.6).

O Value Management também pode fornecer alguns benefícios importantes, como melhor comunicação e trabalho em equipe, um entendimento compartilhado entre os principais participantes, melhor qualidade para a definição do projeto, aumento da inovação e eliminação de custos desnecessários (Connaughton JN e Green SD 1996, p. 6).

3.30 Identificação das partes interessadas

Com base no estudo de (Connaughton J.N e Green S.D 1996, p.23), uma importante atividade preliminar é a identificação das partes interessadas do projeto. Afirmaram que isso pode ser difícil, mas é vital que todos os grupos de interesse chave com poder para influenciar o resultado do projeto estejam representados.

Para este tipo de projeto de governo, identificou-se que as partes interessadas prováveis ​​devem ser; o cliente, equipe de design, fornecedor, contratados, líderes religiosos, funcionários do conselho municipal, organização comunitária e líderes governamentais. Todas essas partes interessadas são cruciais para este projeto, pois envolve o governo e os membros da comunidade. O governo deve estar envolvido, uma vez que é o patrocinador do projeto, os membros religiosos e o grupo comunitário fazem parte da comunidade e, dado que o projeto tem muito impacto para a comunidade, eles deveriam estar envolvidos. O cliente, o fornecedor e os contratados estão diretamente ligados ao processo de construção, além de possuírem conhecimentos e habilidades necessárias para o processo de construção. O fornecedor estará envolvido no fornecimento dos materiais necessários necessários para o processo.

3.40 pré-oficina

A criatividade e a imaginação são necessárias para encontrar a solução de melhor custo-benefício para as necessidades das partes interessadas. Na prática, um particularmente bom de desbloquear essa criatividade é realizar workshop. As características-chave de tais oficinas são aquelas; coincidem com os principais pontos de decisão no projeto e intervêm no processo de projeto / construção (Connaughton J.N e Green S.D 1996, p. 12).

É identificado que as seguintes são as atividades durante a oficina.

Discussão sobre a seleção da rota de obtenção adequada para o projeto. Para este projeto. Será o melhor usar o projeto e construir a rota de obtenção, pois é garantia de qualidade e tempo.

Identificação de pacotes de trabalho para gerenciamento de riscos, por exemplo, a localização do site do projeto.

Identificação de fatores de risco, como os riscos técnicos; seleção de riscos tecnológicos, econômicos, financeiros e políticos, como mudanças na legislação local e na política governamental.

Example of completed orders

Os riscos de autorização estatutária das autoridades governamentais serão discutidos.

Embora a seleção do sistema de compras seja um pouco cedo para discutir a noção por trás, é que os detentores das partes tenham entendimento das vantagens e desvantagens associadas ao projeto e à construção. As partes interessadas também terão uma idéia de todos os riscos associados ao sistema de Design e Construção e darão a chance de recomendar ou objetar.

3.50 O design do Workshop

O design do workshop é determinado principalmente pelo seu cronograma e objetivos. Há pouco ponto, por exemplo, na realização de uma oficina para ajudar a desenvolver propostas de projeto em uma fase muito precoce, quando informações insuficientes estão disponíveis (Connaughton J.N e Green S.D 1996, p.14).

O estudo do workshop será realizado por um dia, todos os objetivos serão discutidos em ordem de prioridade. O design do estudo seguirá o esboço abaixo.

Questionário de planejamento Análise de entrevista no local

Reenviar reunião

Oficina

2 pm-4pm

Análise financeira

Desenvolvimento de relatório de resultados

Apresentação de validação

5 pm-10pm

Perfil da empresa

Avaliação de necessidades de recursos

11 am-1pm

Esclarecimento de objetivos

Determinação de participantes

Agendar reuniões

8 am-10am

3.60 A estratégia de aquisição e os riscos associados

Existem vários fatores que terão que ser considerados ao configurar a nova instalação, os riscos envolvidos na configuração da instalação, podem ser categorizados em dois; riscos fixos e variáveis. O risco fixo envolvido na instalação é a criação de uma nova subestação elétrica que fornecerá o poder necessário durante e após o processo de construção. O risco variável que provavelmente terá experiência no processo é a demanda por uma nova estação de estacionamento. Outros riscos podem resultar do seguinte; a saúde, segurança e bem-estar dos funcionários, o tipo de estratégia de entrega, a fonte e o preço das matérias-primas e o bem-estar do público (Gary, 2009).

Todo o risco envolvido no projeto deve ser avaliado em termos de custo, tempo e desempenho. O risco envolvido nos funcionários pode levar a lesões sofridas são o tempo de processo de construção, o que pode ocorrer a qualquer momento. Os riscos envolvidos para o público também podem ser dispendiosos e também podem acontecer a qualquer momento, pode haver danos à propriedade e ao meio ambiente durante o processo de construção. Acidentes também podem ocorrer durante o transporte de matérias-primas para o local de construção, pode haver riscos resultantes de atrasos, especialmente se a fonte de matérias-primas estiver localizada mais longe. O proprietário também pode selecionar uma estratégia de entrega que pode não ser sustentável, resultando em perdas (Gary, 2009).

Isto levará em consideração; identificação de perigos, classificação dos riscos identificados, formas de atenuar os riscos e detalhes dos riscos envolvidos no registro de riscos. Para riscos que tenham interesses particulares, deve ser realizada uma análise de risco abrangente que inclua os seguintes elementos; causas dos riscos, exame de árvore de eventos dos impactos e quantificação completa dos riscos envolvidos (Segal, 2011). Isso ajuda na avaliação do custo benefício-relação, nos enormes procedimentos de mitigação de risco.

Este projeto é categorizado como um projeto de alto risco, pois envolve as seguintes características; Pode ter influência política, é feito pela primeira vez e pode ter um impacto para o público em geral. É necessário criar uma estratégia abrangente de compras que garanta que todos esses fatores sejam levados em consideração.

O risco associado à estratégia de aquisição de Design e Construção adotada pelo proprietário inclui; O cliente deve indicar claramente seus requisitos; qualquer alteração futura pode ser dispendiosa, esta estratégia não é adequada para projetos complexos, os contratantes de design e construção geralmente oferecem uma responsabilidade de design limitado, uma vez que o prédio é baseado na base de desempenho, o cliente tem pouco controle sobre os padrões e design de qualidade, uma vez que o contrato é permitido. Os benefícios desta estratégia incluem: o custo da preparação e do concurso é baixo do lado do cliente, todos os riscos relacionados ao design e ao custo têm uma responsabilidade única, os períodos gerais de projeto e construção são curtos e é mais econômico.

Os benefícios da estratégia de projeto e construção parecem ter superado os riscos associados a ele. O projeto também será completado rapidamente através desta estratégia. O orçamento envolvido neste projeto terá que cobrir o seguinte; disposição, seguro, IVA, manutenção, custos operacionais, custos de montagem, custo de terra, folhas de caminho e compensação. Cada elemento do orçamento deve consistir na estimativa básica e no subsídio de risco (Eskesen, 1998).

4.0 Opções para atender às necessidades de negócios identificadas

4.10 O Valor e Gestão de Riscos

A Gestão de Riscos também é parte importante do Gerenciamento de Valor, mesmo que possa parecer inútil tentar identificar e gerenciar riscos até que haja um acordo sobre quais objetivos são. De fato, um diagnóstico estratégico dos riscos pode influenciar a forma como os objetivos são definidos. Gerenciamento de valor e gerenciamento de riscos podem ser combinados nas mesmas oficinas. Na verdade, é difícil separá-los verdadeiramente. Mas as oficinas são exigentes e é importante não sobrecarregar os participantes tentando alcançar demais. Se oficinas separadas devem ser realizadas, as oficinas de gerenciamento de valor normalmente devem preceder as oficinas de gerenciamento de risco (Connaughton J.N e Green S.D 1996, p.20).

Lista de seções

Os riscos envolvidos neste projeto de construção podem ser resolvidos de várias maneiras. O projeto é de alto risco, o governo pode se associar a uma entidade privada para garantir que eles gerenciem de maneira apropriada. Os riscos envolvidos em empregados, comunidade e estratégia de aquisição podem ser mitigados através das seguintes formas; evasão, redução, transferência e retenção (Louche, 2010). O governo pode se associar a uma entidade privada para disseminar os riscos envolvidos no projeto. As partes interessadas envolvidas na identificação das necessidades do negócio, também estarão envolvidas na identificação das opções para atender às necessidades do negócio. A estratégia de aquisição de Design e Construção adotada pelo cliente é adequada para este projeto. Isso deve-se ao fato de que, quando comparado com as demais estratégias de compras, obteve vários benefícios (Mark, 2006). Assim, a relação custo-benefício é possível por esta estratégia. O projeto de estudo de trabalho usado na identificação das necessidades do negócio será usado nesta fase.

Os riscos envolvidos na construção no projeto serão gerenciados da mesma maneira que em outras jurisdições. Os métodos envolvidos na gestão dos riscos incluem: subcontratação, seguros, subcontratação e dependência de parceiros locais que estão familiarizados com as condições locais.

As principais categorias de risco que são mais prováveis ​​para o cliente podem surgir a partir do projeto de capital. Estes são potencialmente muito mais extensos do que os custos de construção adicionais. Isso poderia incluir o risco do projeto, que se preocupa principalmente com o tempo e o custo: o risco conseqüente que são os efeitos não planejados do baixo desempenho do projeto no projeto do cliente; risco de benefícios são os efeitos do projeto trazem mais do que os benefícios esperados; finalmente, o efeito sobre o preço das ações que está relacionado à percepção pública do projeto. (Rawlinson, 1999)

Avaliação das opções

A aquisição de novas instalações nem sempre é a solução viável para atender às necessidades comerciais do cliente. A verdade é que é muito raramente que todos os edifícios da cidade estão totalmente ocupados. O aluguel de uma instalação existente pode ser uma das soluções. Outra solução poderia ser uma remodelação de uma instalação existente de um novo governo. teria sido uma opção viável, desde que o edifício já existente tenha sido remodelado tem uma área de 12500m2 e o renovou de forma a atender às necessidades do negócio.

6.0 Conclusão

É identificado que uma abordagem combinada de valor e risco no início de um projeto, a fim de abordar alguns dos objetivos que a indústria está tentando alcançar, ou seja, maximizar a funcionalidade, minimizar os custos da vida inteira e melhorar a integração da oferta A cadeia (Ellis et al., 2005) é o caminho a seguir e foi defendida por cinquenta por cento dos participantes durante o estudo de pesquisa e pesquisa. Eles também descobrem que a integração de Valor e gerenciamento de riscos em um processo planejado e estruturado poderia ajudar a equipe do projeto a tomar as melhores decisões no momento certo. Ao invés de perpetuar um processo de adicionar coisas por causa do risco e tirá-las por valor, sugere-se que as duas técnicas, uma vez juntas, eliminem a constante reciclagem de idéias (Ellis et al., 2005).

Há também algumas evidências encontradas que a integração já está sendo tentada e pode ser que, como Hiley e Paliokostas descobriram, a prática está à frente da teoria a este respeito (Hiley e Paliokostas (2001), como citado por Ellis et al., 2005 ). No entanto, um número igual de entrevistados está preocupado com o fato de uma oficina combinada de VM / RM levar à confusão e, embora possa oferecer economia de tempo, pode reduzir a eficácia geral. Existe também a preocupação de que seja a pressão comercial que força os dois juntos (Ellis et al., 2005).

Assim, ao ter gerenciamento de valor e risco empregado no OGC3, determinados estágios de aquisição de projetos, o projeto será provado ser viável. Ele elimina os custos desnecessários, o que reduz as economias de capital entre 10% e 25% do orçamento do projeto de 25 milhões, enquanto essas economias compensaram mais o custo adicional do Value Management - estimado em 0,5% e 1% dos custos do projeto - eles não devem ser vistos como um fim em si (Connaughton JN e Green SD 1996, p.6). O valor para o dinheiro também será viável e o projeto poderá avançar para o próximo nível do processo OGC3.

7.0 Recomendações

1. O estabelecimento de uma política de risco de construção nas fases iniciais do projeto permite que os membros da equipe tenham atitude uniforme. Identificação dos riscos envolvidos e medidas de mitigação de risco o mais cedo possível no projeto de construção.

2. Recomendações esperadas de opções para atender às necessidades das empresas são a estratégia de design e construção, pois garante que o valor para o dinheiro seja alcançado, o governo crie uma cobertura de seguro abrangente para cuidar dos possíveis riscos envolvidos no projeto, um livro de registro que fornece os detalhes do risco a ser estabelecido, o projeto para passar ao próximo passo, após os requisitos acima mencionados terem sido alcançados.

3. As recomendações esperadas da Identificação de Necessidades Empresariais são. Deve haver um método criado para cuidar dos riscos envolvidos no estudo, adoção de uma estratégia de aquisição adequada, devidamente o projeto e construção, o bem-estar da comunidade e os funcionários devem ser protegidos, deve haver trabalho em equipe é necessários para atingir os objetivos estabelecidos, o uso de incentivos para motivar os trabalhadores e o envolvimento em acordos de parceria.

8.0 Referências

CONNAUGHTON, J.N e GREEN S.D (1996) Gestão do Valor na Construção: Guia do Cliente, London SW1P3AU: Associação de Pesquisa e Informação da Indústria da Construção, pp. 6-24.

DEMPSTER F., 2006. Value at Risk and Beyond. Cambridge: Cambridge University Press.

ELLIS R., WOOD G., KEEL D (2005), práticas de Gestão de Valor dos principais consultores de custos do Reino Unido, Gestão de Construção e Economia (junho de 2005) 23, pp. 483-493.

ESKENSEN S.D. SUMMERS J.W., 1998. A avaliação de risco ajuda a selecionar o empreiteiro para o sistema de metrô de Copenhague. ITA World Tunnel Congress, Tunnels and Metropolises, São Paulo, Balkema.

GARY C, 2009. Integração da Estratégia de execução, metodologias, Riscos e Análises. . Nova Jersey: John Wiley Sons, Inc.

LOUCHE C. IDOWU O, 2010. CSR inovadora: do gerenciamento de riscos à criação de valor. Texas: editor de folhas verdes.

MARK, R., GALAI, D. CROUCHY, M., 2000. Gerenciamento de Riscos. Ottawa: editoras MC Greenhill.

MICHAEL F, 2006. Gestão de valor e risco: um guia para melhores práticas. . Nova Jersey: John Wiley Sons, Inc.

OLIVER T, 2007. Gestão de riscos corporativos para criação de valor: um guia para editores de livros de risco de aplicativos da vida real.

RAWLINSON S. (1999) Análise de Risco e Gestão de Riscos, Notas para apoiar a Rede de Educação em Televisão.

SEGAL S, 2011.Valor de Gestão de Riscos: o próximo Passo na Gestão de Negócios. Nova Jersey: John Wiley Sons, Inc.

O GOVERNO SCOTTIS, 2005 Manual de Compras da Construção [WWW]. Disponível em:

Parte 2 - Ensaio de Gerenciamento de Riscos e Riscos

Uma avaliação da aplicação atual e potencial futura do Gerenciamento de Valor e Risco em Monitoramento de quantidade de serviço profissional no setor de construção em Omã

1.0 Introdução

O gerenciamento de valor e risco foi otimizado pelo governo de Omã em todos os setores da construção. O principal objetivo de integrar o gerenciamento de valor e risco na construção e também em alguns estudos profissionais é alcançar o valor para o dinheiro. O desempenho do projeto de Omã está em melhor condição, muitos fundos foram emitidos para cuidar dos projetos de infra-estrutura e construção, além disso, há vários organismos profissionais preocupados em oferecer treinamento relevante sobre gerenciamento de valor e risco. Todos esses esforços são direcionados para alcançar a relação qualidade / preço.

2.0 A profissão de levantamento de quantidade

Royal Institute of Chartered Surveyors (RICS) definiu que um Surveyor de quantidade (QS) são os gerentes de custo de construção. Inicialmente, eles são envolvidos com uma fase de investimento de um prédio ou instalação, que são as fases de viabilidade, projeto e construção, mas também podem ser envolvidos com a extensão, remodelação, manutenção e demolição de uma instalação. Eles trabalham em todos os setores da indústria da construção em todo o mundo. No setor imobiliário, abrange instalações residenciais, comerciais, industriais, de lazer, agrícolas e de varejo. Em infra-estrutura abrange estradas ferroviárias, vias navegáveis, aeroportos, portos marítimos, defesas costeiras, geração de energia e utilitários. Eles também podem trabalhar em engenharia de processos, como plantas de engenharia química ou plataformas de petróleo. Como um agrimensor de quantidade, eles podem estar trabalhando como consultor em prática privada, para um desenvolvedor ou no braço de desenvolvimento de uma grande organização (por exemplo, varejista, fabricante, empresa de serviços públicos ou aeroporto), para um setor do setor público ou para um ajustador de perdas. Do lado da contratação, eles poderiam estar trabalhando para um contratante nacional ou internacional importante, um contratado geral local ou regional, para um contratado ou subcontratante especialista, ou para um empreiteiro de gerenciamento. O seu trabalho pode incluir o seguinte: preparar estudos de viabilidade ou avaliações de desenvolvimento, avaliar as despesas de capital e receitas durante toda a vida de uma instalação, assessorar os clientes sobre as formas de aquisição do projeto, assessorar a configuração de orçamentos, monitorar o desenvolvimento do projeto contra as despesas planejadas, realização de exercicios de gestão de valor e engenharia, gerenciamento e análise de risco, gerenciamento do processo de licitação, elaboração de documentação contratual, controle de custo durante o processo de construção, gerenciamento do sucesso comercial de um projeto para empreiteiro, valorização dos trabalhos de construção de pagamentos intermediários, avaliação de mudanças, avaliação ou compilando reivindicações por perda e despesa e concordando com contas finais, negociando com partes interessadas, dando conselhos sobre evasão e resolução de litígios (RICS, 2006).

3.0 O levantamento de quantidade e o gerenciamento de valor e risco

Levantamento de quantidade refere-se a um método matemático que é usado na estimativa de custo, melhoria e reprodução em uma construção de construção. O gerenciamento de valor e risco foi aplicado em levantamento de quantidade para cuidar de várias áreas de construção, em Omã. Estas áreas incluem; consultoria de custo antecipado, planejamento de custos, engenharia de valor, custeio do ciclo de vida, contas de quantidade, conselhos sobre outros custos, controle de custos durante a construção, avaliações mensais e liquidação final da conta (Rawlinson, 1999). A integração do gerenciamento de riscos e valores visa garantir que o valor do dinheiro seja alcançado em qualquer projeto de construção. Estes parâmetros são discutidos abaixo.

O processo de engenharia de valor também se beneficiou de gerenciamento de valor e risco. Isso foi conseguido através da avaliação da viabilidade dos projetos de construção para que os clientes possam alcançar o melhor desempenho. O design dos clientes e os requisitos da operação, além dos futuros custos de manutenção das instalações, foram avaliados de perto (Rawlinson, 1999). Isso permitiu que a maioria dos clientes alcançasse uma boa relação custo-benefício durante todo o ciclo de vida dos edifícios.

Ao determinar a conta de quantidades, o valor e a gestão de riscos também foram incorporados. Isso começa diretamente dos desenhos dos arquitetos para instalações detalhadas, planta e custo de mão-de-obra para cada área de construção. A fim de facilitar o recebimento do cliente do melhor valor, a conta de quantidade é enviada para ser oferecida.

O gerenciamento de risco e valor também ajudou a tomar decisões relacionadas a outros custos. Os custos envolvidos na construção, podem incluir; taxas de pesquisa, custos de desenvolvimento, acessórios e equipamentos para móveis, design e custos profissionais. O estabelecimento desses custos permite o custo do desenvolvimento real e a identificação de perdas financeiras antes da ocorrência (Alfaro et al., 2006).

Controle de custos no processo de construção. No processo de construção, é essencial manter o custo do monitor e o plano original do custo. Isso é importante, uma vez que as variações do projeto são gravadas e os relatórios são feitos para manter o cliente atualizado. O cliente pode, portanto, fazer os ajustes necessários nos excessos de custos, além de redução de custos.

Integração de gerenciamento de risco e valor na pesquisa de quantidade, como também auxiliado na avaliação mensal. O progresso da construção; foi monitorado para fazer pagamentos de diferentes estágios, para o contratado. A medição do trabalho normalmente é feita no site; e envolve monitoramento de materiais e construção em uma base regular. Assim, as despesas mensais podem ser determinadas ao longo do projeto, estabelecendo as projeções de fluxo de caixa inicial (Ahmed, 1995).

Por fim, o gerenciamento de valor e risco também foi usado para estabelecer uma política que melhore a liquidação da conta final. Isso permitiu as negociações de pagamento fácil com o empreiteiro; A conclusão bem sucedida do trabalho de assinatura também foi alcançada. Isso ajudou na redução da agitação desnecessária, assim, a conclusão bem-sucedida dos projetos de construção.

4.0 Organismos profissionais que representam pesquisa de quantidade em Omã

Os organismos profissionais que estão preocupados com a pesquisa de quantidade em Omã incluem; A Royal Institution of Chartered Surveyors (RICS), o Chartered Institute of Building (CIB), o Project Management Institute ea Associação de Gerenciamento de Projetos (APM). Esses corpos profissionais são discutidos abaixo (Rawlinson, 1999)

A Royal Institution of Chartered Surveyors (RICS), este órgão está envolvido na regulamentação de profissionais da propriedade, como os que estão preocupados com o gerenciamento de valor e risco e com topógrafos. Foi fundado em Londres em 1868; Fornece padrões de educação e treinamento, protege os consumidores com códigos rígidos de prática e aconselha. Atualmente, esse órgão enfatiza o gerenciamento de valor e risco; uma vez que se preocupa com a regulamentação das profissões imobiliárias, tais como o projeto de gerenciamento e planejamento e desenvolvimento de instalações.

O Chartered Institute of Building está preocupado com fornecimento de informações, instituto, páginas regionais e indústria para membros. Também estabelece documentos técnicos relacionados ao ambiente de construção. As questões que foram estudadas neste corpo incluem: Serviços de construção e Segal, 2011)

O terceiro corpo é conhecido como o Project Management Institute (PMI). Isso diz respeito ao estabelecimento de padrões de gerenciamento de projetos. Esses padrões visam descrever boas práticas, credenciais reconhecidas globalmente, que atendem habilidades de gerenciamento de projetos e recursos para desenvolvimento profissional. O corpo sustenta que uma compreensão clara do valor e do gerenciamento de riscos aumenta a realização desses valores (Alfaro et al., 2006).

O último corpo que está envolvido na pesquisa de quantidade é a Associação para Gerenciamento de Projetos (APM). Esta instituição foi fundada em 1946 no Reino Unido. Tem uma reputação universal de ensino e pesquisa. Também tem links para as identidades mais bem-sucedidas na indústria e no comércio. Este corpo também reconhece o gerenciamento de valor e risco.

5.0 Visão geral do desempenho geral do projeto em Omã

5.10 Tendências nos mercados locais de construção e projetos

A construção e a saúde do projeto em Omã estão em boas condições. Tendo em conta a baixa população de Omã de apenas 2,8 milhões de pessoas, o nível de construção e desenvolvimento em infra-estrutura já comprometida ou ainda estão em construção são impressionantes. O maior procurador de serviços de construção é o setor público, no sultanato de Omã. No ano de 2011, o governo de Omã anunciou seu oitavo plano de cinco anos. Isso foi decorrente do ano de 2011 até o ano de 2015. O montante de capital previsto pelo governo de Omã é de 79 milhões de dólares norte-americanos; A maior parte disso é reservada para projetos de construção. O principal beneficiário deste fundo será; Transporte, turismo, petróleo e gás, projetos em geração de energia e setores de habitação. Os principais projetos em construção estão listados abaixo (Alfaro et al, 2006).

Centro de convecção de Omã; isso tem um orçamento de 1 bilhão de dólares dos EUA; A data estimada de conclusão é final de 2015.

Aeroporto de Sohar; Isso tem um orçamento de projeto de 400 milhões de dólares dos EUA, espera-se que a data de conclusão seja em 2014.

Expansão do porto de Salalah; isso tem um orçamento de US $ 350.

A rede ferroviária nacional de Omã, o custo ainda não é conhecido ea data aproximada de conclusão é2017

Projecto Independente de Água e Energia de Salalah, que tem um orçamento estimado de 1 bilhão de dólares dos EUA.

5.11 Os Formulários de Segurança e Proteções Contractivas Obrigatórios pela Segurança dos Patrocinadores

A segurança tomada pelos credores em Omã não é diferente da norma em outra jurisdição. Inclui o seguinte; uma hipoteca legal sobre o terreno ou site, garantia dos acionistas da empresa e uma hipoteca comercial que envolve os ativos da empresa. O empregador exigirá a produção do seguinte pelo contratante; vínculo de desempenho em que a pessoa que o emitiu, deve pagar se o contratante não cumprir as obrigações especificadas e uma garantia pela empresa-mãe (Ahmed, 1995).

5.12 Contractual

O empregador visará a transferência dos riscos; de uma forma que é rentável para o empreiteiro envolvido no projeto de construção. Os financiadores também assegurarão que a transferência facilite o perfil de risco do mutuário e do projeto. Este caso envolve situações em que as finanças não refletem no balanço da empresa como responsabilidade.

5.13 Gerenciamento de Riscos

Os riscos envolvidos na construção em Omã são gerenciados da mesma forma que em outras jurisdições. Os métodos envolvidos na gestão dos riscos incluem: subcontratação, seguros, subcontratação e dependência de parceiros locais que estão familiarizados com as condições locais.

As principais categorias de risco que são mais prováveis ​​para o cliente podem surgir a partir do projeto de capital. Estes são potencialmente muito mais extensos do que os custos de construção adicionais. Isso poderia incluir o risco do projeto, que se preocupa principalmente com o tempo e o custo: o risco conseqüente que são os efeitos não planejados do baixo desempenho do projeto no projeto do cliente; risco de benefícios são os efeitos do projeto trazem mais do que os benefícios esperados; finalmente, o efeito sobre o preço das ações que está relacionado à percepção pública do projeto. (Rawlinson, 1999)

O aspecto de gerenciamento de valor é relevante para o setor de construção, pois reduz as causas precisas de custos evitáveis. Estes custos redundantes podem resultar de aspectos desnecessários que não fornecem um papel útil; aqueles que resultam de especificações desnecessárias devido a suprimentos / componentes irracionalmente caros); e o custo da capacidade de construção insuficiente (falha em considerar a repercussão da construção durante a fase de projeto do projeto). Outros custos podem resultar de custos evitáveis ​​do ciclo de vida em relação à falha em levar em consideração os custos operacionais futuros; o custo de oportunidade supérfluo que é o custo de perda de receita prospectiva (Arafa, 2010).

As técnicas de gerenciamento de valor podem ser usadas na indústria da construção para atender aos requisitos dos projetos dos clientes. O uso da inovação pode ter um efeito considerável no resultado geral do projeto. As soluções inovadoras precisam ser adotadas na fase mais próxima possível de um projeto. Isso ocorre porque, para as oportunidades de agregar valor, você deve usar o funcionamento padrão do fabricante em vez dos produtos modificados.

5.14 Disposições contratuais cobrindo atrasos materiais para o projeto

As disposições relativas à extensão do tempo encontram-se nas formas dos contratos de normas internacionais e também nas condições padrão de Omã. A atribuição de perfil de risco desempenha um papel importante na determinação da extensão do alívio conforme previsto no contrato. O seguinte autoriza o contratante a um prazo de prorrogação; Mudanças de escopo geradas pelo empregador, o empregador atua como eventos de prevenção e força maior (Segal, 2011).

5.15 Nomeação de Profissionais de Construção

Em Omã, a lei proposta é utilizada na seleção e também na nomeação dos profissionais da construção civil; Isto é feito pelas autoridades públicas. O compromisso geralmente é feito sob os contratos de serviços profissionais que são convectivos. O mais utilizado é o livro branco conhecido como FIDIC (Client / Consultant Model Services Agreement)

5.16 Princípios de valor e gerenciamento a serem adotados

O país parece ter otimizado a aplicação do valor e gerenciamento de riscos em todos os aspectos da construção. Deve haver investimento em novas oportunidades dentro do país; As estratégias também devem ser formuladas em todos os níveis de retenção da organização (Segal 2011).

6.0 Conclusão

Em conclusão, o gerenciamento de valor e risco está bem otimizado no governo de Omã. Existem vários organismos profissionais que se preocupam com o gerenciamento de riscos e valores. O governo investiu tanto na construção e infra-estrutura. A principal contribuição de valor e gerenciamento de riscos é que o valor para o dinheiro foi alcançado.

También te puede interesar